De volta.....feliz e renovada!

Oiiii gente!
Hoje as notícias são maravilhosas.
Minha mãe está praticamente recuperada! Foi transferida pra um outro hospital, pra fazer o tal cateterismo. Mas o médico dela (cardiologista) achou que seria desnecessário fazer, tendo em vista que ela teve uma ótima melhora, disse que seria cansativo e chato pra ela, fazer um exame assim, porque ela já havia melhorado mesmo!
Então pediu um ecocardiograma, que deve ter sido feito ontem à noite (ainda preciso pegar as notícias fresquinhas com o meu pai hoje), e que se tudo desse certo, ainda essa semana ela iria pra casa.
Quem acompanhou de pertinho toda a doença da minha mãe, sabe bem o que passei nesses últimos dias, aliás, essas últimas semanas.
Minha mãe tem uma grave doença nos ossos, por conta disso está sem andar há uns dois anos, poderia ser operada, porém, é cardíaca e tem problemas de pressão alta. Há uns meses atrás, fez todos os exames necessários para liberação pra cirurgia e os médicos disseram que ela poderia operar, sem risco nenhum.
Foi internada, uma semana antes da data marcada, para repetir esses exames necessários, e no dia da cirurgia, a equipe médica disse que ela não poderia mais ser operada, porque não iria aguentar nem a anestesia. Na verdade, pra nós foi um alívio, porque estávamos preocupados demais com isso, ela não poderia receber anestesia geral, seria local, ficávamos pensando no sofrimento dela, ouvindo todo o processo, porque no caso, ela teria que ter uma parte do joelho direito serrada, pra colocação da prótese. Só de pensar chego a me arrepiar, porque não é fácil não, eu que fiz uma cesárea e a cirurgia nos olhos, sei bem o que é sentir aquele cheirinho de carne queimada...fico imaginando ouvir serrarem meus ossos. CRUZES!!!
Mas para minha mãe, que já está há dois anos sem poder andar, dependendo de ajuda para fazer tudo, e ainda por cima depressiva por conta da doença, essa notícia dos médicos, foi a gota d'água para que ela tivesse uma crise cardíaca, na verdade, um infarto. O coração simplesmente parou, os batimentos caíram para 26 por minuto, a pressão foi lá embaixo.
Quando meu pai ligou aqui pra mim, arrumei as coisas em menos de cinco minutos e praticamente voamos pra lá, uma viagem que normalmente faríamos em 6 horas,fizemos em 4 horas (por conta disso, meu carro morreu!!! Mas isso é uma outra história). Chegando lá fui direto para o hospital. Fiquei 3 hs esperando ser liberada pela assistente social e médicos para entrar na UTI (hospital público é assim mesmo!). Depois que consegui acesso ao hospital, porque até então estava do lado de fora, fiquei ainda mais uma hora e meia esperando, para ser liberada pra entrar dentro da UTI e quando entrei, parecia que estava sonhando. Não acreditei quando vi minha mãe, parecia que ela tinha envelhecido uns 15 anos, desde a última vez que a vi. Estava toda ligada às máquinas. Uma pro coração, uma pros rins que estavam com falência parcial, soro, oxigênio, máquina pra monitorar pressão e saturação, máquina pra monitorar batimentos cardíacos, água no pulmão e pneumonia. E ela completamente abatida.
A médica plantonista veio falar comigo e disse que na noite anterior, pensou que ela não fosse sobreviver, porque teve uma nova crise de pressão e arritmia cardíaca, ficou amarela, sem nenhum sangue no rosto ou corpo e tremia convulsivamente. Eu não aguentei, acabei desabando. Principalmente quando ela me disse para me preparar para o pior, porque de acordo com os médicos, minha mãe não iria sobreviver, porque eles haviam feito tudo o que podiam. Acabei me esquecendo de tudo, só pensei na minha mãe morta, entrei em desespero, pensei no meu pai, no meu irmão, enfim, na nossa vida sem minha mãe. Pois é, acabei me esquecendo de uma pessoa, aliás, a PRINCIPAL, me esqueci de DEUS.
Os médicos poderiam ter desenganado minha mãe, mas pra DEUS nada é impossível.
Só me lembrei dele, quando voltei pra casa do meu pai, aliás, lembrei de modo negativo, porque disse que não entendi o porque de uma pessoa tão boa, como minha mãe, ter que sofrer tanto, passar por isso tudo, me perguntei porque DEUS permitia que isso acontecesse com pessoas boas, enquanto pessoas ruins viviam por aí fazendo maldades e vivendo felizes e com saúde.
Mas graças à Ele, eu tenho uma família que tem muita fé, principalmente minha vozinha, mãe da minha mãe, que tem 85 anos e é super forte, passei na casa dela, porque resolvi esclarecer sobre o real estado da minha mãe, não esconder nada, porque se acontecesse algo mais grave, poderia fazer mal à ela...e quando contei na hora senti que minha avó, ficou muito abatida, chorou muito, senti que ela ficou baqueada mesmo. Mas na hora que me despedi dela, pra ir embora, ela pegou no meu rosto, fez com que eu olhasse bem pra ela e disse: "Para os médicos não tem mais jeito, mas DEUS pode tudo, sabe de tudo, e se for da vontade Dele, sua mãe não vai morrer".
Bom, pra resumir a história, voltei pra SP com isso na cabeça, não podia ficar muito tempo lá, tínhamos nossos compromissos aqui, que não esperam, e ao avisar minhas amigas, nos cursos, nos fóruns, nos grupos que tenho, percebi o quão valiosa é a fé, a união, as correntes de orações. E o quão importante e valiosa é uma amizade.
Tudo isso contribuiu para que minha mãe fosse curada, que DEUS colocasse suas mãos nela e a curasse de todas as doenças, e resolvesse que ainda não era chegada a hora de ela partir.
Hoje, com tudo isso que aconteceu com minha mãe, posso dizer que sou uma pessoa com mais fé, creio mais em DEUS, acho que na verdade, tudo isso serviu pra que eu de uma vez por todas, acreditasse na existência e no poder Dele, e nunca mais blasfemasse contra o seu poder e sua vontade.
Vejam bem, não sou evangélica, na verdade, não frequento nenhuma igreja, não tenho uma religião definida, mas tenho a certeza de que tenho Deus em meu coração. E o que quer que aconteça com minha mãe, hoje ou amanhã, vou aceitar como sendo da vontade Dele.

Nem era pro post ser assim tão imenso, mas à medida que fui escrevendo, as palavras vieram saindo do coração e acabei postando isso tudo aqui no blog, que nem é meu blog onde escrevo sobre o dia-a-dia. Mas não tem problema, como disse, tudo saiu do coração...e quando é assim, não devemos nos conter.

Agradeço então à todas as minhas amigas, as que já conheço, às que conheci (fiz amizade com muita gente nesses últimos dias), aos comentários no blog, aos e-mails todos que recebi do meu grupo de tubes (até hoje não consegui responder os mais de mil e-mails que recebi de lá), aos meus amigos do grupo do google, que são meus companheiros diários, à todos os meus grupos do curso de scrap digital, minhas meninas, que se tornaram amigas muito especiais. Talvez ninguém acredite, mas temos muita amizade e amor no nosso curso, graças à Deus, minhas meninas são fenomenais, e estiveram ao meu lado todos esses dias de angústia e sofrimento. Agradeço aos telefonemas que recebi de tão longe, lá de Goíás, né Cris? Da Cá lá do Rio, que conversou tanto comigo, que até bronca me deu, mas que serviu pra me deixar mais tranquila. Agradeço à Val (Valquiria) que me ligava praticamente todos os dias pra saber sobre minha mãe, à Marilu que me ligou pela primeira vez, e eu adorei!!!
Espero não estar esquecendo de alguém, foram tantas demonstrações de carinho, de amor, de amizade, que mesmo que viva mais cem anos, não vou esquecer. Obrigada por tudo!!!

Mas o mais importante: agradeço à DEUS por ter estado junto de minha mãe e de nós todos, nestes dias tão angustiantes. Agradeço à ele, por me unir mais com minha família, por dar a oportunidade de resolvermos pequenas rusgas e diferenças que se tornaram tão pequenas diante disso tudo. Agradeço por ELE ter me proporcionado me reaproximar mais do meu irmão, cunhada, sobrinhas e sobrinhos netos, por permitir que eu mostrasse e demonstrasse ao meu pai o quanto eu o amo!
Agradeço ao meu marido pelo apoio, por ter abandonado tudo no trabalho, para ficar ao meu lado, pelo filho que tenho, que todos os dias, juntava as mãozinhas e pediu ao Papai do Céu que fizesse a vovó sarar, e que hj faz a mesma coisa, só que agradecendo à Papai do Céu, por ter curado a vovó.
Agradeço às minhas tias, que mesmo cansadas, não saíram do lado do meu pai, meu irmão e minha mãe.

Bom, depois de tudo isso, o que mais posso querer? Sou muito rica, mesmo não tendo riquezas materiais, sou rica de amigos, de amor, de saúde, de FÉ e tenho DEUS ao meu lado, sendo assim, não preciso pedir mais nada. Sou realmente muito rica mesmo!

Um beijo especial em todos que estão me lendo, e me perdoem pelo post enorme!

Marcadores:

7 Responses to “De volta.....feliz e renovada!”

  1. # Blogger Alessandra

    Oi Valzinha
    Que maravilha, noticia boa mesmo....viu como é bom confiar, Deus sabe de tudo!!!!
    Estou muito feliz por voce!!!
    beijos
    Piuzinha  

  2. # Blogger 

    Que alegria!!! Estou feliz junto com vc.
    Muitas beijocas.  

  3. # Blogger Monica

    Nossa Val, eu não sabia que vc estava passando por tudo isso.
    Graças a Deus o susto passou e sua mãe esta bem.
    Bjos,
    Monica  

  4. # Blogger denise_brandt

    Oi Val, fiquei feliz com as notícias, que benção! Olha me passa o seu msn depois...obrigada  

  5. # Blogger CellyOneill

    Val, fico muito feliz por tudo estar bem ! Confia sempre que Deus nos ajuda nessas horas...estarei em oração aqui sempre !
    Beijos !  

  6. # Anonymous Sheila

    Oi Val fico feliz pelas boas novas,q Deus continue abençoando vcs q q sua mãe volte logo pra casa,fiquem na santa paz de Jesus.beijos  

  7. # Anonymous Marta Santos

    Val, fico feliz em saber que sua mãe melhorou. Que Deus a abençoe sempre.
    um abraço!  

Postar um comentário

Links to this post

Criar um link


Web This Blog



Name: Valéria Gouveia
From:
About me:



"Para fazer uma obra de arte não basta ter talento, não basta ter força, é preciso também viver um grande amor."
Wolfgang Amadeus MOZART

More..


Layout by
Shabby Miss Jen


Fonte
2Peas Amazing


© 2006 ValGouveia - Scrapbooking Digital | Blogger Templates by GeckoandFly.